Total de visualizações de página

3 de mai de 2008

"DESERTOS EM OCEANOS" ESTÃO CRESCENDO

[BILINGÜE]
INGLÊS: Low-oxygen regions have expanded over the past half-century.
PORTUGUÊS: Regiões com baixa oxigenção têm se expandido nos últimos 50 anos
[Nature, 01/05/2008]
INGL.: Low-oxygen 'underwater deserts' in the tropical oceans have expanded over the past 50 years, according to new measurements. The most likely cause of the change is global warming, and climate models predict that the trend will continue, potentially threatening marine ecosystems.
PORT.: “Desertos debaixo d’água” com baixo (teor de) oxigênio têm se expandido ao longo dos últimos 50 anos, de acordo com medições. A causa mais provável dessa mudança é o aquecimento global, e modelos climáticos prevêem que essa tendência continuará, ameaçando potencialmente os ecossistemas marinhos.
INGL.: The discovery concerns a layer of the ocean called the 'oxygen-minimum zone', where concentrations of dissolved oxygen are particularly low. The new study shows that this zone has been expanding both upwards and downwards into the adjacent layers in tropical waters. Researchers led by Lothar Stramma of the University of Kiel, Germany, measured the oxygenation of the oceans at depths of between 300 and 700 metres during a series of observation cruises in tropical regions of the world's three main oceans.
PORT.: A descoberta diz respeito a uma camada do oceano chamada de “zona de oxigênio mínimo”, onde concentrações de oxigênio dissolvido são particularmente baixas. O novo estudo mostra que esta zona tem estado se expandindo tanto para cima como para baixo para as camadas adjacentes, em águas tropicais. Pesquisadores liderados por Lothar Stramma da Universidade de Kiel, Alemanha, mediram a oxigenação dos oceanos nas profundidades entre 300 e 700 metros durante uma série de viagens de observação, nas regiões tropicais dos três principais oceanos do mundo.
INGL.: Climate models predict that warming of the sea's surface as a result of human activity will hamper the mixing of oceanic waters, preventing dissolved oxygen from mixing evenly through the water column. The new results suggest that this process has already begun.
PORT.: Modelos climáticos prevêem que o aquecimento da superfície do mar como resultado da atividade humana dificultará a mistura das águas oceânicas, evitando o oxigênio dissolvido de misturar-se igualmente na coluna de água. Esses novos resultados sugerem que esse processo já começou.
INGL.: In suboxic waters, nitrogen cannot react with oxygen to form biologically available nitrate. This means that organisms at the base of food chains, such as plankton, do not get enough nutrients to survive.
PORT.: Em águas com deficiência de oxigênio, o nitrogênio não poderá reagir com ele para formar nitrato biologicamente disponível. Isto significa que organismos da base da cadeia alimentar, como o plâncton, não obterão nutrientes que sejam o bastante para sua sobrevivência.
INGL.: The ultimate effect on commercially important ecosystems such as fisheries are difficult to predict. "There are many complicated mechanisms involved that we need to understand better to predict changes for the future," he says. "I see our results as a starting point to be able some day to tell what changes in biogeochemistry, biology and fisheries we have to expect."
PORT.: O efeito final sobre os ecossistemas comercialmente importantes como os pesqueiros, são difíceis de serem previstos. “Há muitos mecanismos complicados envolvidos e que nós precisamos entender melhor para prever mudanças no futuro” [afirma o pesquisador]. “Eu vejo nossos resultados como um ponto de partida que será capaz de algum dia dizer que mudanças na biogeoquímica, biologia e indústria pesqueira possamos esperar”.
INGL.: Laurence Mee, director of the Marine Institute at the University of Plymouth, UK says: "When you start to mess around with the food chain, it has all kinds of knock-on effects that we don't know about yet".
PORT.: Laurence Mee, diretor do Instituto Marinho da Universidade de Plymouth, no Reino Unido, diz: “Quando você começa a bagunçar a cadeia alimentar, acontecem todos os tipos de efeitos atordoantes sobre os quais ainda nada conhecemos”.
INGL.: Any effect on fisheries is likely to be indirect, because these low-oxygen zones are far from the coastal waters that host most commercial fishing, suggests Andrew Solow, director of the Marine Policy Center at Woods Hole Oceanographic Institution in Massachusetts. "I don't know many fisheries that take place between 300 and 700 metres in the tropical ocean," he says.
PORT.: Qualquer efeito sobre zonas pesqueiras é provável que seja indireto, porque estas baixas zonas de oxigênio estão longe das águas costeiras que hospedam a maioria dos pescados comerciais, sugere Andrew Solow, diretor do Centro de Política Marinha da “Woods Hole Oceanographic Intitution” em Massachusetts. “Eu não conheço muitas zonas pesqueiras que ocorram entre 300 e 700 metros nos oceanos tropicais”, diz ele.
[Referência: Stramma, L., Johnson, G. C., Sprintall, J. & Mohrholz, V. Science 320, 655-658 (2008)]

Nenhum comentário: