Total de visualizações de página

9 de mar de 2015

COMO A NATUREZA TRABALHA: CASTORES, ANTES CONSIDERADOS COMO "EXTERMINADORES DE SALMÃO"...PODEM AJUDAR A RESTAURAR O HABITAT DESSE PEIXE

Reproduzido de www.theecologist.org

Com a população do Salmão da California (a espécie selvagem conhecida como Soho) decrescendo até 1% do valor anterior, as evidências atuais mostram que os castores (tidos como inimigos dos cursos d'água) estão se tornando essenciais à restauração do salmão, segundo narrativa de Maria Finn.

Represas construídas como reservatórios nos rios Klamath e Sacramento (California) bloquearam a passagem do salmão para as áreas de reprodução, reduzindo drasticamente sua população. Cerca de 80% da água canalizada desses rios é utilizada na agricultura, grande parte dela situada na zona árida do Central Valley, onde há o crescente cultivo de amêndoas.

But, consistent with previous studies, research led by Michael M. Pollock, an ecosystems analyst with the National Oceanic and Atmospheric Administration, shows the opposite: wild salmon are adept at crossing the beavers' blockages.

Estudos realizados pelo analista de ecossistemas Michael M. Pollock (da National Oceanic and Atmospheric Administration) mostraram que o salmão é adepto do uso das represas construídas pelos castores. Essas represas reduzem o transporte rio abaixo do silte que sufoca os ovos dos salmões depositados sobre os cascalhos (no fundo dos rios), e criam redutos de água mais profunda e mais fria; habitat ideal para o salmão juvenil e para a truta cabeça prateada. A zona pantanosa (ou "wetlands") resultante dessa atividade dos castores, também atrai mais insetos que servem de alimento para os salmões.

Pesquisa subsequente, por seis anos, de Pollock e colaboradores, mostraram que projetos de restauração [revitalização] dos rios, caracterizados pela presença de represas construídas por castores, mais do que duplicaram a produção de salmão.

Não muito longe da divisa com o estado de Oregon, o Mid Klamath Watershed Council (MKWC) está colaborando com as tribos indígenas Karuk e Yurok para criar um plano de restauração do rio, fundamentado nas ações dos castores. E como afirma Will Harling, diretor executivo do MKWC: "Eles (os castores) trabalham noite e dia, não precisam ser pagos, e são engenheiros incríveis"!!!

Vídeo ilustrativo, em inglês, sobre "Como os castores constrem represas" acessar:

Nenhum comentário: