Total de visualizações de página

11 de nov de 2015

TRAGÉDIA EM MINAS GERAIS. ACIDENTE? FATALIDADE???



Há mais de 700 barragens similares às de Mariana, em Minas Gerais. Há indícios de que cerca de 40 delas estejam com riscos de que algo errado possa acontecer.

A Mina da Alegria, nome dado ao complexo do qual faziam parte as duas barragens que ruíram, começou a ser explorada em 1992. O complexo tem reservas estimadas em 400 milhões de toneladas de minério de ferro. São retirados atualmente da mina 10 milhões de toneladas do metal por ano.

[É bom lembrar esta intenção recente do governo brasileiro:

A polêmica ferrovia que a China quer construir na América do Sul.

Uma ferrovia que começa no Rio de Janeiro banhada pelo Oceano Atlântico, atravessa a Floresta Amazônica e a Cordilheira dos Andes e termina na costa peruana em pleno Oceano Pacífico: este é o ambicioso plano que a China quer consolidar na América do Sul.

Não é impossível prever que num projeto desse porte, a exploração dos recursos minerais do Brasil, como por exemplo, em Minas Gerais, se intensificarão!!!]

Eis abaixo, uma reportagem realizada logo após o ocorrido (reportado em g1.globo.com)

http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2015/11/houve-negligencia-diz-mp-sobre-rompimento-de-barragens-em-mg.html


Para Defesa Civil, Bento Rodrigues deve acabar

Bento Rodrigues - que na verdade é um subdistrito de Camargos, este sim, distrito de Mariana - tinha aproximadamente 600 habitantes antes da tragédia. Foi fundado no século 18, no início da exploração de ouro que tinha Ouro Preto como principal centro. Se a recomendação da Defesa Civil for seguida, a localidade, que nasceu com a mineração do ouro, morrerá com a do minério de ferro.


Nenhum comentário: