Total de visualizações de página

13 de out de 2007

ENERGIA NUCLEAR: TERCEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL (???)

NEW SCIENTIST
13 October 2007
[BILINGÜE]
INGLÊS -Go nuclear for a third industrial revolution, says EC.
PORTUGUÊS -Energia nuclear: terceira revolução industrial, afirma a CE-Comissão Européia
INGL. -We are on the brink of the "third industrial revolution", according to José Manuel Barroso, president of the European Commission - who believes it means nations may have to embrace nuclear power.
PORT. -Estamos prestes a entrar na "terceira revolução industrial", de acordo com José Manuel Barroso, presidente da Comissão Européia - o qual acredita que isso significa que as nações tenham que aceitar a energia nuclear.
INGL. -Europe's "low-carbon age" is the revolution Barroso spoke of last week at an energy conference in Madrid, Spain. "Member states cannot avoid the question of nuclear energy," he said, following the commission's announcement last month of a new research initiative for nuclear energy. The European Union should contribute to research, Barroso said.
PORT. -A "idade do baixo-nível-de-carbono da Europa" é a revolução de que Barroso falou na semana passada, numa conferência sobre energia, em Madrid, Espanha. "Os Estados membros não podem evitar a questão da energia nuclear", disse ele, após o anúncio da comissão no mes passado sobre a iniciativa de nova pesquisa sobre energia nuclear. A União Européia deveria contribuir para tal pesquisa, disse Barroso.
INGL. -However, not all of Europe shares his view. At a separate nuclear energy conference in Vienna last week, environment ministers from Austria, Germany, Ireland, Latvia, Norway and Italy declared that global growth in nuclear power would severely increase the risks of nuclear proliferation. "Some European countries are almost religiously opposed to nuclear power," says Hans-Holger Rogner of the International Atomic Energy Agency in Vienna.
PORT. -Entretanto, nem toda a Europa compartilha do seu ponto de vista. Numa distinta conferência sobre energia nuclear em Viena na semana passada, ministros do meio ambiente da Austria, Alemanha, Irlanda, Letônia, Noruega e Itália declararam que o crescimento global em energia nuclear aumentaria seriamente os riscos de proliferação nuclear. "Alguns países europeus estão quase que devotadamente opostos à energia nuclear", disse Hans-Holger Rogner da Agência Internacional de Energia Atômica, em Viena.

Nenhum comentário: