Total de visualizações de página

22 de fev de 2013

AUMENTO DE CÂNCER NA CHINA DEVIDO À POLUIÇÃO


As ‘vilas do câncer’ na China
[Reproduzido de VEJA,  revista eletrônica]



[Notícia original da BBC pode ser lida em]:

http://www.bbc.co.uk/news/world-asia-china-21545868


Após anos de especulação sobre os reais impactos da poluição na China sobre a saúde da população, o Ministério do Meio Ambiente da China parece ter reconhecido, pela primeira vez, que a poluição em regiões próximas a fábricas e a cursos d’água contaminados está associada ao aumento da incidência de câncer. Nos últimos 30 anos, a taxa da doença no país aumentou 80%, com 2,7 milhões de mortes por ano, segundo o relatório publicado em 2012. As informações são da BBC.

Em 2009, o jornalista Deng Fei publicou um mapa no qual identificava mais de 100 localidades da China em que a taxa de câncer na população havia aumentado muito durante os anos anteriores. Por estarem próximas a muitas fábricas e a rios poluídos, essas regiões, conhecidas como ‘cancer village’, ou vilas do câncer, sofrem com um nível muito elevado de poluição. Depois disso, uma série de dados sobre essas regiões foram divulgados e alguns estudos sugerem que, hoje, existam 459 vilas do câncer.

Em um novo relatório, o Ministério do Meio Ambiente afirmou que a produção e o consumo de substâncias químicas tóxicas que são proibidas em vários países desenvolvidos ainda ocorrem na China. Segundo o ministério, tais substâncias são responsáveis por agravar a condição do ar e da água do país, representando um forte risco à saúde da população. “Há ainda casos sérios de problemas sociais e de saúde, como o surgimento de vilas do câncer em certas regiões”, afirma o relatório.

Poluição — Em janeiro, a China emitiu um alerta de saúde devido à densa e prejudicial camada de poluição cobria doze províncias do país. Em Pequim, a camada de sujeira no ar foi uma das piores registradas em uma década, segundo dados da imprensa local.


Nenhum comentário: