Total de visualizações de página

4 de jun de 2013

5 DE JUNHO, DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE: DOIS FORTES MOTIVOS QUE DIFICULTAM COMEMORAÇÕES

São tais motivos, os gastos militares e a corrupção. Embora sejam bastante conhecidos do mundo consciente, vejamos alguns números, reproduzidos principalmente de http://www.transparency.org/

Sem querer "estragar a festa", não podemos esquecer que em termos mundiais, a perspectiva do ser humano em querer salvaguardar o planeta, ou melhor, essa tênue camada que envolve a Terra, a biosfera, torna-se extremamente difícil, para não dizer realisticamente "impossível" por esses fatores que parecem se perpetuar na história da humanidade.
O PIB mundial total alcança os USD$71.3 trilhões (dólares americanos). Segundo estimativa da ONU, somente 2% seriam suficientes para se desenvolver uma economia verde no mundo, ou seja, USD$1.3 trilhão Seriam realizados investimentos em Agricultura, Construção, Energia, Pesca, Meio Ambiente, Manufatura, Turismo, Transporte, Água, Gestão de Recursos. A maioria destes itens está direta ou indiretamente relacionada a meio ambiente. E o PIB mundial seria mantido num nível satisfatório, equilibrado, que proporcionaria boa qualidade de vida, como um todo. Isso significaria que não haveria degradação de recursos naturais, nem destruição da biodiversidade mundial nem poluição de nossos ambientes, em todo o planeta.
 No entanto, gastos militares (defesa, armamentos, guerras) comprometem a capacidade mundial de preservação/conservação e de se manter uma boa qualidade de vida para todos os organismos vivos, incluindo o ser humano, logicamente. E a corrupção desvia recursos vitais ao desenvolvimento e bem estar das sociedades.

GASTOS MILITARES
 Vamos começar relembrando números referentes aos gastos despendidos pelas nações do mundo em "defesa, armamentos, guerras".
Vejam, abaixo, a lista dos 11 maiores gastadores (o Brasil está na lista):

USD$ bilhões de dólares americanos [OBS.: a vírgula corresponde a "milhar"]
Total mundial1,7532.51001562.3
1United States Estados Unidos682.04.439682
2China China166.02.09.5249
3Russia Russia90.74.45.2116
4United Kingdom Reino Unido60.82.53.557.5
5Japan Japão59.31.03.446.0
6France França58.92.33.450.7
7Saudi Arabia Saudi Arabia56.78.93.263.9
8India India46.12.52.6119
9Germany Alemanha45.81.42.642.8
10Italy Italia34.01.71.931.0
11Brazil Brasil33.11.51.934.4


Estatística da Corrupção
Vejamos alguns destaques:
1.  Aproximadamente metade dos trabalhadores da Europa, Oriente Médio, África e Índia, opinam que propina e corrupção são maneiras admitidas como sobrevivência numa economia em falência.
2. Mais de 40 por cento dos empregados nos níveis de diretoria e de veteranos disseram que as vendas ou os custos são manipulados pelas companhias em que trabalham.
3. Menos da metade dos entrevistados sabiam que a política de suas empresas continha orientação para presentes ou hospitalidade, e menos de um quarto sabia da existência de política para contribuições para políticos.
4. Mais da metade dos entrevistados não sabia se suas empresas têm procedimentos específicos para conduzir negociações com funcionários do governo.
5. No decorrer de 12 meses, uma em cada quatro pessoas pagou propina quando entrou em contato com nove instituições e serviços, de saúde à educação e  às autoridades do fisco. 

Algumas conclusões desencorajadoras:
Fluxos ilícitos, incluindo corrupção, propina, roubo e evasão de divisas, custam aos países em desenvolvimento USD$1.26 trilhão (dólares americanos) por ano, o que equivale às economias da Suiça, África do Sul e Bélgica, juntas. Esta quantia elevaria o padrão de vida de 1,4 bilhão de pessoas no mundo, que vivem com menos de USD$1.25 por dia, durante pelo menos seis anos.
Aproximadamente três quartos dos 178 países no Índice de Percepção da Corrupção, alcançam um escore abaixo de 5 numa escala de 10 (altamente limpo, transparente) a 0 (altamente corrupto), sugerindo uma percepção generalizada de corrupção entre os funcionários públicos.


Veja abaixo o Índice de Percepção da Corrupção, de alguns países, numa escala de 0 (altamente corrupto) a 100 (altamente limpo, transparente).

Os melhores países são (rank de 2012):
Dinamarca............90
Finlândia...............90
Nova Zelândia......90
Suécia...................88
Singapura.............87
Suíça.....................86
Austrália................85
Noruega................85
Canadá.................84
Holanda................84
Islândia.................82
Luxemburgo ........80
Alemanha.............79
...
Brasil.....................69
Estima-se que em 2012 nós, no Brasil, perdemos R$85 bilhões pela corrupção.

Conclusões da "transparência internacional:
Observando o Índice de Percepção da Corrupção de 2012, está claro que esta é a maior ameaça com que a humanidade se depara.  Ela destrói vidas e comunidades, e mina países e instituições. Ela gera ódio popular que ameaça desestabilizar as sociedades e exacerbar conflitos violentos.

...dessa maneira, tópicos relacionados a meio ambiente, certamente serão os últimos a serem contemplados numa  listagem que venha a ser considerada como  de importância vital!!!

Um comentário:

ESPECIALIZANDOS CINTEP JOÃO PESSOA disse...

Prof. Grisi,
o poder ECONÔMICO junto com o POLÍTICO é quem dita as "regas". Realmente não temos nada a comemorar e sim lutar enquanto for possível.