Total de visualizações de página

29 de jul de 2013

PEGADA ECOLÓGICA

Antes de você testar e ficar sabendo  "quantos planetas seriam necessários para sustentar pessoas com seu estilo de vida" (ver  "link" abaixo), vejamos a conceituação de pegada ecológica (do GECA - Glossário de Ecologia e Ciências Ambientais):

http://redeclima.ccst.inpe.br/index.php/ciencia-para-todos/pegada-ecologica-qual-e-a-sua/

PEGADA ECOLÓGICA ("ECOLOGICAL FOOTPRINT")
Expressão introduzida por M.Wackernagel e W.R.Rees, em 1996, referindo-se aos recursos naturais e condições ambientais em geral, necessárias para manter uma população humana de maneira sustentável, tal que disponha de áreas naturais para manter o consumo dessa população e para manejo dos resíduos por ela gerados. Como exemplo é bastante útil e elucidativo o estudo de G.F. Dias sobre a pegada ecológica (PE) de Taguatinga, cidade satélite do Distrito Federal. A PE (somatória de vários itens, como população, uso de combustíveis fósseis, água, energia elétrica, madeira, papel, alimentos, resíduos sólidos) = 2,24 ha / pessoa. Multiplicando-se este resultado pela população local, que é de 738.578 habitantes, resulta numa PE = 1.654.414,7 ha de áreas naturais necessárias para suprir as demandas (consumo e absorção de resíduos). Como a TED (terras ecoprodutivas disponíves) = 13.637 ha, o déficit ecológico (DE) = 13.637 / 738.578 = 0,02-2,24 = -2,22. Este cálculo pode ser representado por: DE = TED - PE. Segundo G.F.Dias alguns países apresentam os seguintes déficits ecológicos: Brasil (DE = 6,7-3,16 = 3,5); EUA (DE = 6,7-10,3 = -3,6); Japão (DE = 0,9-4,3 = -3,4); Canadá (DE = 9,6-7,7 = 1,9); India (DE = 0,5-0,8 = -0,35); Austrália (DE = 14,0-9,0 = 5,0); Peru (DE = 7,7-1,6 = 6,1); Argentina (DE = 4,6-3,9 = 0,7).

Nenhum comentário: